Marcos Clark. Tecnologia do Blogger.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

A day in the life


Ando por aí, mão no bolso. Pensando e sentindo meu coração apertado. Me vem uma velha canção. A Beatle's song que faz sentir saudade. Saudade sabe lá de que. Parece ser uma saudade do que ainda não veio, daquilo que ainda não chegou...
Não quero partir sem ter meu amor desdobrado ao longo dos anos ao som dos Beatles. Quero sentir aquele calor dos primeiro flertes cantarolando "If I fell in love with". Receber um bilhete assim: “i'll pretend that i'm kissing the lips i'm missing”. “And if you saw my love You'd love her too I love her” podem embalar uma serenata na minha janela”. Viajar à praia cantando "o-bla-di-o-bla-da". Curtir a fossa de uma briga com "Don’t let me down”. “Here comes the sun and I say it's all right” quando a paz voltar. Dançar perto do palco com a minha banda tocando “dararam dararam dam dam dararam dararam dam dam If there´s anything that you want If there´s anything I can do”. Quero que toque “Love, Love, Love...” quando eu estiver indo ao teu encontro pra nossa união [Sim, uma vez na vida eu quero casar]. Pedir “Let it be” quando precisar ficar comigo mesmo passando frio. Você escutar eu chegando em casa do trabalho, tirando a fantasia de herói da classe operária, dizendo “It’s been a hard day’s night and I’ve been working like a dog”. Cantar “They say it's your birthday It's my birthday too, yeah” nos 10’s de agosto! “Blackbird singing in the dead of night” pra fazer os amores da minha vida dormirem. Chegar a conclusão de que não é preciso muito pra ser feliz, pois “I don't care too much for money, money can't buy me love”. Curtir um som no escuro “come together right now over me” e "Why don't we do it in the road". Chorar no teu colo pois sou humano “So cry baby cry, Make your mother sigh, She's old enough to know better, So cry baby cry”. “Day Tripper” vom’ bora pegar a estrada? “And in her eyes you see nothing, No sign of love behind the tears cried for no one, A love that should have lasted years” se não for você… “Good morning, good morning” toda manhã à teu lado. “I want her everywhere and if she's beside me I know I need never care” de conchinha, domingo de manhã.
Vamos dançar de meia na sala “Aaaaaaaaaaaaaaaaaaa I should have known better With a girl like you. That I would love everything That you do And I do, Hey, hey, hey, And I do”? Canção de ninar: “So I sing a song of love for Julia, Julia, Julia”. Olhar um para o outro e se dar conta de que “Don't need to be alone. No need to be alone. It's real love.” “When I get older losing my hair, many years from now. Will you still be sending me a Valentine. Birthday greetings bottle of wine.”?

Dá pra sonhar muita vida ainda com os Beatles cantando a letra. Quem se habilita?

3 Comente aqui:

Larissa disse...

Eu sou uma beatlemaníaca, e me encanto por tudo que tiver Beatles no meio, mas posso dizer que esse é um texto que eu gostaria de ter escrito e vivido. É perfeito...

ykoloniaris disse...

Não chego a ser uma beatlemaníaca, mas entendo o sentimento de querer experimentar algo de que se ouviu falar tanto. Querer viver dias, nem sempre fáceis, que façam a vida valer a pena.

Thaís disse...

Nossa, esse é o único texto que eu não li e estou arrepiada por ter lido. Qualquer pessoa que ame Beatles iria amar esse texto. Começou pelo título que é uma das minhas músicas preferidas e sobre o texto, não tem o que se falar, é perfeito! Imagino eu, que você deve se colocar um pouquinho dentro de cada texto que você escreve, mas parece, também, que você escreve pra nós, seus leitores... não é a toa que todos que leem seu blog e gostam muito, se identificam com a maioria dos textos. Esse merece mais do que um super parabéns. Torço para que toda sua inspiração e sucesso não se acabem nunca!

Postar um comentário

  ©Juventude Envelhecida - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo